Visualizar Conteúdo Web

Química e plásticos

 

 Selecione a aplicação:

Visualizar Conteúdo Web

A inertização com azoto proporciona segurança em muitas áreas onde existe risco de incêndio ou explosão devido a substâncias químicas inflamáveis, materiais a granel ou pó. Aplica-se em operações de blanketing (inertização de tanques) para sistemas fechados como, por exemplo, tanques ou reatores, para a purga e secagem de tubagens, para bloquear a entrada de oxigénio em processos de enchimento de recipientes e para inertizar silos que contenham material inflamável.

Um controlo de temperatura adequado é essencial na indústria química. É frequente ser necessário arrefecer os reatores a temperaturas muito baixas. A aplicação de azoto líquido permite um controlo eficiente e da temperatura nos reatores químicos. Como resultado do arrefecimento, o azoto líquido evapora-se e pode ser aproveitado para outras aplicações como, por exemplo, para inertizações.

O processo DuoCondex® da Messer é uma técnica avançada de criocondensação de emissões. O azoto aplicado no processo arrefece os gases até os condensar e recuperar os voláteis (COVs) existentes nas emissões. 

Processos químicos e de síntese

  • O enriquecimento de oxigénio melhora a eficiência do processo CLAUS, aumentando o desempenho das refinarias.
  • Recuperação de ácido sulfúrico residual e melhoria do desempenho através do enriquecimento de oxigénio no cracking térmico.

Serviços para reparação e manutenção

  • Purga e secagem de tubagens com azoto para eliminar produtos (pig em conjunto com azoto sob pressão) e criar uma atmosfera inerte na tubagem.
  • Deteção de fugas nas tubagens e válvulas através do enchimento com azoto e uma pequena percentagem de hélio como gás sinalizador.

Fabrico de plásticos

  • Fabrico de pinturas à base de pó: A precipitação de pequenas partículas de soluções supersaturadas de CO2 supercrítico permite-nos produzir partículas homogéneas muito finas.
  • Fabrico de espumas de poliuretano (PU): Através da criação de espuma com CO2 a pressões elevadas obtêm-se espumas de alta qualidade. Além disso, é um processo que respeita o ambiente, já que nele não se utilizam substâncias extremamente poluentes ou gases propulsores combustíveis.
Visualizar Conteúdo Web

Aplicações por gás:

 

Dióxido de carbono Hélio Azoto Oxigénio
Fabrico de pinturas Deteção de fugas Inertização Processos químicos e de síntese (CLAUS)
Fabrico de espumas de poliuretano (PU)   Arrefecimento de reatores  
    Recuperação de voláteis (COVs)  
    Purga e secagem de tubagens  
    Deteção de fugas